Acesso à informação
Aviso - Não há previsão de novo concurso Relatório de Desempenho Empresarial 2016 FNS em Operação Ouvidoria Operações ROF disponivel para consulta Ferrovia de Integração Oeste – Leste Ferrovia de Integração Oeste – Leste Ferrovia Norte-Sul Ferrovia Norte-Sul

notícias

21 mil toneladas de farelo serão transportadas pela Ferrovia Norte-Sul até o final do ano

08/12/2015

Um trem carregado com farelo de soja vai partir nesta quarta-feira, dia 09/12, aproximadamente às 10 horas, da fábrica da Granol, em Anápolis/GO, após o término do carregamento que está sendo realizado nesta terça-feira e leva em torno de 24 horas para ser concluído. O primeiro carregamento partiu no último sábado, dia 5/12, de Anápolis em direção ao Porto de Itaqui (MA).

A VALEC Engenharia, Construções e Ferrovias S.A.; a VLI, operador ferroviário ligado ao grupo VALE; e a Granol, esmagadora de soja e produtora de farelo e biodiesel, fecharam a contratação do transporte de 21 mil toneladas de farelo, ainda este ano. Será o primeiro navio carregado no porto de Itaqui, em São Luís no Maranhão, com mercadoria oriunda do centro-oeste brasileiro e transportada em toda a extensão atual da Ferrovia Norte-Sul.

O trem será composto por três locomotivas, tracionando 80 vagões carregados de farelo de soja. Cada vagão transportará 85 toneladas, o que corresponde a três carretas rodoviárias. No total, serão 6.800 toneladas transportadas em uma única composição, representando, aproximadamente, menos 240 carretas em circulação nas estradas brasileiras.

As operações comerciais na ferrovia foram autorizadas pela ANTT em fevereiro deste ano. A equipe responsável pela operação está preparada desde o início de 2015 e aguardava apenas o fechamento de contrato entre cliente e operador ferroviário. O Centro de Controle Operacional (CCO) fica localizado em Palmas/TO e é de lá que toda a operação do trecho Anápolis/GO a Palmas/TO é controlada pela VALEC.

Os outros carregamentos acontecerão nas semanas seguintes, até o final do mês de dezembro. Mais cargas estarão por vir em 2016, não apenas de farelo, mas também contêineres e granéis líquidos e sólidos.


Crédito das fotos: divulgação/valec

Voltar