Notícias

A tecnologia de monitoramento utilizada pela VALEC para gestão da faixa de domínio das ferrovias foi apresentada na manhã de quinta-feira (4) no 1º Workshop Tecnologia e Licenciamento Ambiental, realizado no Auditório do IBAMA pelo Ministério do Meio Ambiente e pela Secretaria de Apoio ao Licenciamento Ambiental e Desapropriações, do Secretaria-Especial do Programa de Parcerias de Investimentos (SPPI) da Presidência da República.

A VALEC foi representada no evento por Julio Cesar, gerente-geral de Desapropriação da Superintendência de Desapropriação e Arqueologia da VALEC (SUDES) e por Paula Tagliari, superintende de Meio Ambiente da VALEC (SUAMB).

Em workshop no Ibama, VALEC apresenta experiência pioneira com monitoramento

As duas Superintendências trabalham em parceria, utilizando a geotecnologia e o sistema de monitoramento pioneiro da VALEC que auxilia no acompanhamento de ocorrências ambientas, no monitoramento de invasões e ocorrências e gestão de toda a ferrovia.

Julio Cesar explicou que, atualmente, a empresa administra cerca de 6.500 processos de desapropriação, em mais de 3.285 km de ferrovias. Também está sob a gestão da VALEC o controle das invasões e ocorrências em todo trecho da Ferrovia Norte-Sul (FNS) e da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL).

Em workshop no Ibama, VALEC apresenta experiência pioneira com monitoramento

A VALEC detém gestão e controle desse grande volume de informações por meio de um banco de dados estruturado, com imagens obtidas por drones e sensores de satélite, associados com o sistema de inteligência computacional para dar apoio à gestão e controle em tempo real das diversas ações.

“Nós somos pioneiros no uso dessas tecnologias. Os resultados têm produzido grande economia para a empresa, confiabilidade extrema, sinergia entre todos os setores e outras estatais, inovação tecnológica, gestão de risco e eficiência para o planejamento, construção e gestão das ferrovias”, comemorou Julio Cesar.

A experiência da VALEC com o sistema de monitoramento já foi apresentada em diversos órgãos do governo federal, empresas privadas e universidades.

Workshop

O evento realizado na Sede do Ibama teve a intenção de fomentar a comunicação e a troca de experiências entre os diferentes atores envolvidos com o licenciamento ambiental, divulgando ferramentas e sistemas com potencial de modernizar o processo de licenciamento e a avaliação de impacto ambiental.‬


Texto e fotos: Danielle Ribeiro/ASCOM